Câmara Municipal de Guaíra/Pr

ÚLTIMAS NOTÍCIAS /
 
Vereador fala sobre questão indígena
 
13/11/2014

O vereador Valberto Paixão destacou a importância da presença de um público maior nas sessões, pois isto fortalece o trabalho dos vereadores.

Sobre a carta encaminhada pela Ongip, acerca das demarcações de terras, Beto afirmou que “não dá para aceitar as invasões em terras sejam por índios ou qualquer outra pessoa”.

Beto leu o trecho da carta a seguir: “Isso é um golpe contra a comunidade pacífica dos cidadãos de Guaíra e Terra Roxa, que há tempo lutam contra estes agressores. Os indivíduos autointitulados índios se organizaram (Ongs, partidos, intelectuais, gente infiltrada nas igrejas), e com uma conversa vã foram invadindo as terras, ameaçando as pessoas que ali estavam, e instalando o caos social na vida de todos. No início, as pessoas tiveram pena, e assim eles ficaram cada vez mais ousados.

Apenas para recordar, há pouco mais de um mês, em 23 de outubro, um oficial de justiça foi feito refém por “índios” de Terra Roxa. Esta semana, no dia 04 de novembro, foi a vez de um senhor ser refém por “índios” em Guaíra. Se nada disso for tratado como crime, seremos, na verdade, todos reféns.

Esse é um golpe perfeito: invadir, ameaçar, roubar e ainda fazer muitos acreditarem que os agressores são as vítimas! Parece loucura, mas muitos pensam que os agressores têm razões, justificativas e direitos para violarem a propriedade dos outros, violarem a liberdade dos outros, ameaçarem a vida dos outros com facões e paus como fizeram.

Já basta de sermos enganados e agredidos!

Os cidadãos e as instituições de Guaíra e Terra Roxa (e as do Paraná) precisam se organizar para mostrar quem é quem nesse drama brutal que se instalou em nossa região. Todos que trabalham e produzem tem o dever e o direito de defenderem suas vidas, liberdades e propriedades. Ou será que já estamos todos amarrados e amordaçados? O poder público faz o quê para nos defender disso tudo?

Por fim, se você da cidade ou do campo não sabe o que é ter sua propriedade tomada à força; ter o seu trabalho confiscado; ver você e sua família serem achincalhados como ladrões e assassinos; chegar na velhice e não contar com os frutos de toda a vida de suor e trabalho, lhes informamos: conhecemos as táticas deles, e por isso sabemos que as próximas ações atingirão toda a comunidade na cidade e no campo.” (trechos da carta enviada pela ONGDIP)

Beto disse que o Governo Federal tem que tomar uma atitude, a fim de amenizar essa situação. Ele disse que muitos agricultores não têm estradas boas para transitar, outros arrendam suas terras por não terem condições de cultivá-las, enquanto muitos invadem terras e querem que o poder público lhes dê condições de trabalho.

Ele afirmou que pelas manhãs ao ir para o trabalho observa “vários índios pelos cantos com latas de bebidas alcoólicas” e questionou quais as atitudes que a Funai e o Ministério Público Federal tomam em relação a isso.

Beto parabenizou a Secretaria de Ação Social pela organização do Casamento comunitário.

Ele falou sobre sua indicação de número 164/2014, através da qual solicita a execução de uma operação tapa-buracos no asfalto ligando Guaíra, via Cruzeirinho, até Dr. Oliveira Castro e também no asfalto da Faixinha.

Outra indicação apresentada pelo vereador foi a de número 163/2014 que solicita instalação de um padrão de energia elétrica junto ao cemitério da comunidade de Maracaju dos Gaúchos.

Ele também falou sobre a estrada ligando a região do Encruzo Lovera até Oliveira Castro. Beto disse que esteve verificando junto com o secretário de Agricultura e eles iam tirar as pedras, que ficaram no meio do caminho, e estão verificando as possibilidades de continuar as obras no local com recursos do próprio município.

Finalizando, Beto parabenizou o Laércio, presidente da Comunidade Rural Encruzo Lovera, pelas festividades locais realizadas todos os anos.

Clique aqui para ouvir pronunciamento completo. DSC_0461

 
 Outras Notícias
» TODOS OS PROJETOS FORAM APROVADOS E SEGUEM PARA A 2ª DISCUSSÃO E VOTAÇÃO
» CÂMARA VOTARÁ O PROJETO LEGISLATIVO QUE CRIA A PROCURADORIA DA MULHER
» MARLENE ENVIOU REQUERIMENTO SOLICITANDO INFORMAÇÕES SOBRE OS CONVÊNIOS DA ITAIPU
» LUMI BUSCOU POSIÇÃO DA POLÍCIA CIVIL SOBRE OS CARROS APREENDIDOS
» GILMAR PRESTA HOMENAGEM AO GUAIRENSE ELIAS ALVES
» ELZA SUGERE SINALIZAÇÃO ELETRÔNICA PARA A AVENIDA
VER TODAS
 

HORÁRIO DE ATENDIMENTO: SEGUNDA À SEXTA-FEIRA, DAS 7H30 ÀS 12H00 - 13H30 ÀS 17H00.

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 23/08/2019 10:20:37

Câmara Municipal de Guaíra/Pr

Praça João XXIII, 200, Centro - CEP 85980-000 - GUAIRA - Paraná

Entre em Contato

(44) 3642-8550
camara@camaraguaira.pr.gov.br

Redes Sociais