Laticínio Guaíra pode parar o funcionamento

Almir: "Não adianta chorar o leite derramado”

Almir: "Não adianta chorar o leite derramado”

Os vereadores Almir Bueno (PT) e Guilherme Vanin Rodrigues (PTB) foram convidados pelo Lacticínio Guaíra, instalado no município, para conhecer um projeto de expansão da bacia leiteira do Município. O Laticínio Guaíra gera 112 empregos diretos. Os proprietários cobram da Prefeitura a expansão, e chegaram a fornecer o projeto para o Município.

Segundos fontes do próprio laticínio, existe hoje uma produção de 12 mil litros de leite/dia em Guaíra, devido a concorrência de outros laticínios que compram leite na cidade, o Laticínio Guaíra consegue comprar apenas quatro mil litros dessa produção. Para suprir a sua necessidade, o laticínio tem que adquirir leite de outras cidades, muitas delas distantes da sede da empresa, o que acaba por afetar o custo da produção.

Os vereadores alertaram que os proprietários estão pensando seriamente em transferir a sede do laticínio para a cidade de Toledo. “Desde o início da atual administração que o proprietário vem procurando a Secretaria de Indústria e Comércio, e principalmente o senhor prefeito, para relatar as dificuldades que está enfrentando na falta de produção de leite. Ele não está pedindo recursos financeiros, incentivos para ampliar a sua empresa. A única coisa que ele quer, é que o município tenha um programa especifico para a bacia leiteira. Isso é o mínimo do mínimo”, explicou o vereador Almir Bueno.

Já o vereador Guilherme Vanin Rodrigues (PTB), se irritou com a desculpa que o Executivo vem dando para justificar a falta de apoio. “Os proprietários disseram que a Prefeitura informou que a Câmara precisa votar o projeto. Só que esse projeto nunca chegou aqui na Câmara. A gente fica levando paulada sem saber”, desabafou.

Os vereadores resolveram durante a última Sessão Ordinária da Câmara, chamar o responsável técnico da Prefeitura, para dar explicações sobre a falta de apoio ao Laticínio Guaíra. “Esse é mais um problema que estamos alertando. Depois que acontecer, não adianta chorar o leite derramado”, encerrou Almir sobre a possibilidade do fechamento da empresa.